Livro Teologia do Século XX

Cod. Produto: 13131
Editora:   Edições Loyola
CALCULE O FRETE
Não sabe seu CEP? Então clique aqui.

De: R$ 66,70 Por: R$ 56,70 Em 2x de: R$ 28,35 15% de desconto No boleto ou no Bankline: R$ 53,87

Parcelamento
  • 1x à vista R$ 53,87
  • 2x sem juros R$ 28,35

Ficha técnica

Código de barras:
9788515017034
Dimensões:
16.00cm x 23.00cm
Marca:
Edições Loyola
ISBN:
9788515017034
Número de páginas:
592
Peso:
799 gramas
Encadernação:
Brochura

Sinopse

Este estudo é uma tentativa de reconstrução global da história do pensamento cristão do século XX em seus momentos mais significativos, em suas temáticas mais comprometedoras, nos textos essenciais que lhe escandem o percurso. As teologias , que vão se sucedendo de capítulo em capítulo, devem ser vistas como perspectivas a respeito do objeto in-comparável e co-envolvente do Mistério e da Revelação, no contexto experiencial, cultural e social em que pouco a pouco se articula a reflexão teológica em nosso século. No percurso da teologia do século XX, podem-se distinguir quatro movimentos teológicos. O primeiro movimento se afirma com a teologia dialética, que teve continuação direta na teologia da palavra de Barth, e que encontra uma correspondência formal também em outros âmbitos de pensamento. O segundo movimento caracteriza-se como reviravolta antropológica na teologia e se exprime com a teologia existencial de Bultmann, com a teologia hermenêutica de Fuchs e de Ebeling, com a teologia da cultura de Tillich e com a teologia transcendental de Karl Rahner. No campo católico, corresponde a esse momento a nouvelle théologie , momento em que a teologia católica superou a estrangulação escolástica, abrindo-se ao estudo por meio de novos métodos histórico-críticos das fontes bíblicas e patrísticas, e ao diálogo com a cultura e com a filosofia. O terceiro movimento, já nos anos Sessenta, foi preparado pela teologia da história e pelo debate em torno do cristianismo, modernidade e secularização, consignado na teologia política e no aparecimento de formas de teologia da libertação. A teologia assume uma consciência política, característica presente não só na teologia política européia, mas que se vai afirmando em setores cada vez mais vastos e diferenciados. Com o emergir da teologia da libertação, da teologia da inculturação na África e na Ásia, da teologia feminista, e com o abrir-se das teologias confessionais à teologia ecumênica e à teologia das religiões, a teologia do século XX realiza um quarto movimento, que introduz em uma época ecumênica e planetária. Árduo percurso de um século dramático na história da Igreja cristã, em que a teologia sentiu cada vez mais urgente a tarefa, na lógica da encarnação e da redenção, de colocar-se em defesa e a serviço do humanum.

Avaliação do produto

(Baseado em 0 Avaliações)

Avaliar este produto

0%